“Eu amo Trás-os-Montes naquele silêncio das florestas e das estradas afastadas que aguardam ora a neve, ora o pavor do Verão. Amo-o ainda mais quando vejo a cor da terra e a sombra dos seus castelos em ruínas, quando suspeito o fundo dos rios, os recantos junto dos açudes e a altura das árvores. E perco-me desse mal de paixão, quando, de longe, Trás-os-Montes se assemelha vagamente a uma terra prometida aos seus filhos mais distantes, ou mais expulsos, ou mais ignorados, ou mais mortos apenas. E amam-se aquelas árvores porque vêm do interior da terra, justamente, sem invocar a sua antiguidade ou a sua grandiosidade. Ama-se o frio, até, o esplendor das geadas sobre os lameiros, o sabor da comida que nunca perdeu a intensidade nem a razão. E amam-se os rios, os areais, os poços das hortas, as cancelas de madeira que vão perdendo a cor, e talvez se amem o fogo das lareiras, os ramos mais altos dos freixos e das cerejeiras, os jardins abonecados das suas cidades, o granito das casas, o cheiro das aldeias onde ao fim da tarde se chama paz ao silêncio e se dá nome de chuva à água do céu.”
Francisco José Viegas

domingo, 24 de abril de 2011

Tocando os sinos.

Mais uma vez, em dia de Páscoa, as mãos firmes do Firmino fizeram soar os sinos da Torre sineira na Paróquia de Paradela .

5 comentários:

Patricia Neves disse...

Ja chorei...
As saudades ja apertam...

Muito bonito!

Anónimo disse...

eih sr paulo.nao foste ver as mulheres a fazer o folar.queremos fotos do folar.ja que nao podemos ir ai come lo ao menos vemos fotos

Anónimo disse...

EMIDIO ANDORRA aver primo eses folares tao recheios e apetitosos

Paulo Ferreira disse...

Olá amigos fidalgos ! Sexta-feira passada fui à aldeia a pedido dos meus pais para lhes ajudar retirar um móvel do sítio . Como não fui só, não levei o meu carro. Infelizmente não me fiz acompanhar da máquina fotográfica . Nem eu sabia que a minha mãe tinha feito os folares nessa manhã ! O tempo que tive nestes dias na aldeia foi muito pouco, inclusive, fui à aldeia de manhã cedo, domingo, de propósito para fazer este vídeo, voltando lá, ao fim da tarde e jantar com a família, tive que dividir o dia !

euroluso disse...

Que bonito!
Vídeo feito com a sensibilidade de quem tem amor pelo que faz.